segunda-feira, 13 de novembro de 2006

Crime

Caro Cel. Mostarda

Sinto-me no dever de por-lhe a par de que é do meu conhecimento as atividades que ocorreram em minha propriedade no sábado último. Se não me faço entender, desejo transmitir-lhe o seguinte: sei o que o coronel e o senhor Black fizeram na sala de jogos com a corda.
Espero que o coronel considere a gravidade da situação e que, especialmente, pondere sobre o valor que esta informação efetivamente tem.
Sem embargo, solicito que me encontre, em minha propriedade, na próxima quinta feira. Chame o meu nome na escada secreta da cozinha - que tenho razões para acreditar que o senhor conhece.
Atenciosamente
Sr. Pessoa

5 comentários:

Srta. Rosa disse...

O quê?! Aqueles putos do Mostarda e o Black, com a corda... e não me chamaram?!

breno_k disse...

Coitado do Coronel, de todos os suspeitos ele é sempre o mais lembrado, e talvez nem tenha sido ele!

(Só porque o coitado tem nome de condimento?)

vina apsara disse...

é o nome mais engracado tb...

Paulo Rená disse...

BUá, eu não tinha detetive e dependia da boa vontade do meu vizinho, que tinha mas não gostava.

vina apsara disse...

não, mas mostarda é por causa da cor. que nem todos os outros -- a srta rosa, bem piriguete, na verdade, a dona branca, o sr. black...

mas o coronel mostarda era o que tinha o bigodão massa.